Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
CBPFIndex
CENTRO BRASILEIRO DE PESQUISAS FÍSICAS
17/10/2018   
Usuário:
Senha:

Crie sua conta aqui

Procurar por:

Publicações
Projetos
Eventos

Ir para a busca avançada

Dissertação de Mestrado
Sazonlidade Intra-diárias e Não-estacionariedade de Volume Negociado em Mercados Financeiros: Propriedades Estatísticas e Matriciais

Data do cadastro: 08/11/2016

Publicação/Divulgação: 21/03/2016

Resp. pelo cadastro:

Orientador: Silvio Manuel Duarte Queiróz

Coorientador: -

Segundo Coorientador: -

Aluno: Michelle Baú Graczyk

Status atual: Defendida

Instituição de defesa: CBPF - Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas

Resumo: Nesta tese se apresenta o estudo das propriedades intra-diárias e de não-estacionariedade do volume negociado em mercados financeiros, sistema que é considerado um caso paradigmático de complexidade. Os dados correspondem aos títulos que compuseram o índice Dow Jones Industrial Average no segundo semestre de 2004 sendo que o período total de análise vai do primeiro semestre de 2003 ao primeiro semestre de 2014. O trabalho se encontra dividido em duas partes principais: análise individual das empresas e análise do comportamento conjunto através da matriz de correlação. Na primeira parte se comprova a existência de um perfil convexo do volume médio bem como para a variância. Para o caso da assimetria, o perfil encontrado é côncavo. Já no caso da curtose a forma apresentada assemelha-se a uma função com um perfil semelhante a v. Estes resultados permitiram verificar que existiu uma alteração na forma como o volume médio reage à abertura de mercado com a crise de 2008 e que o perfil intra-diário do volume médio tem vindo a perder a sua concavidade. Comparando as diferentes ordens estatísticas verificamos uma diferença substancial entre os períodos de negociação matutina e vepertina. Na segunda parte, por diagonalização da matriz de correlação verificou-se que existe um modo de mercado associado ao maior autovalor e que domina a correlação entre o volume negociado. Esse valor próprio — é menor do que o modo de mercado das flutuações de preço — é crescente no tempo e essa evolução pode ser dividida em duas regiões antes de almoço e iv após almoço apontando para a existência de dois regimes de negociação dentro da sessão. O autovetor que corresponde ao maior autovalor é próximo de um vetor uniforme com a coerência entre os dois vetores a aumentar ao longo do tempo. Os períodos em que o valor do primeiro autovalor apresenta máximos locais corresponde aos instantes em que a projeção do respetivo autovetor sobre o vetor uniforme apresenta valores menores. Também na análise da matriz de correlação foi possível verificar o impacto da crise financeira de 2008 já que a projeção dos primeiros autovetores ao longo de um dia do primeiro semestre dos dados com os semestres seguintes apresenta uma clara mudança de comportamento a partir dessa data

Área:

Data da defesa: 21/03/2016

Banca: Silvio Manuel Duarte Queiróz; C. B. Anteneodo; F. D. Nobre; Marcelo Byrro Ribeiro; José Abdalla Helayel Neto


Download do PDF (0)


Todos
Todos
Todas
Artigos de Div. Científica
Artigos em Revistas Nac.
Artigos em Revistas Int.
Artigos em Eventos Nac.
Artigos em Eventos Int.
Livros Inteiros
Capítulos de Livro
Propriedades Intelectuais
Áudio
Patentes
Programas de computador
Modelos de utilidade
Marcas
Outras prop. intel.
Tecnologias
Know-how
Serviços tecnológicos
Tecnologias inovadoras
Teses de Doutorado
Dissertações de Mestrado
Projetos de Graduação
Ciência e Sociedade
Documentos Históricos
Monografias
Notas de Física
Notas Técnicas
Outras Produções
· Principal    |    CBPF    |    ·

Copyright 2004 - CBPF. Rio de Janeiro/Brasil
Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas
v 1.1

       
Pág. gerada em 0.02 s
Total de consultas SQL: 70